O advogado José Ramalhão Branco, Ana Bela Leal e Andreia Leal (da esq. para a direita)
 
 

Pedro Souto e Castro e Fernando Nicolau de Almeida, os dois ex-maridos de Andreia Leal, de 37 anos, acusaram ontem a antiga acompanhante de luxo de deixar o filho, Salvador, de oito anos, "passar fome" e a "cheirar mal".

Durante os testemunhos - no processo de regulação do poder parental, no Tribunal de Família e Menores do Porto - os ex-companheiros da ‘tia' do reality show ‘Casa dos Segredos' (TVI) acusaram-na mesmo de levar o filho mais novo "para encontros sexuais com os clientes".

Ao ser confrontada pela juíza, Andreia negou peremptoriamente as acusações: "É mentira. Não atendi clientes com o meu filho nem nunca o deixei passar fome. Ele e a Benedita estão acima de tudo."

O tribunal pretende agora ouvir Salvador, no próximo dia 5 de Abril, sem a presença dos pais e apenas acompanhado por um psicólogo. "Vai ser a minha salvação. Ele é puro, não mente e sabe a mãe que tem", disse a ‘tia'. 

"NUNCA MAIS OS QUERO VER"

"Nunca mais os quero ver, para mim morreram. São uns mentirosos." As palavras de revolta são de Andreia Leal, que ontem ouviu várias testemunhas do ex-marido Pedro Souto e Castro acusarem-na de ser "má mãe". Uma das surpresas da audiência foi Benedita, a filha mais velha, que testemunhou contra o pai. 

publicado por Liliana +.+ às 15:43